Noticías

Brexit Reino Unido e União Europeia chegam a acordo

O texto para o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia foi concluído esta terça-feira e será avaliado na quarta-feira de manhã num conselho de ministros do governo britânico.

Uma fonte do governo disse à BBC que o texto foi fechado a nível técnico por elementos de ambos os lados e que agora terá de ser aprovado a nível político.

O texto culmina cerca de dois anos de negociações, que nos últimos dias se têm prolongado pela noite e madrugada.

A estação pública irlandesa RTE avança que foi ultrapassado o impasse sobre a fronteira entre o território britânico da Irlanda do Norte e a República da Irlanda, Estado membro da UE, para evitar a introdução de controlos alfandegários.

O “rascunho do acordo” de saída do Reino Unido da União Europeia vai ser avaliado na quarta-feira num conselho de ministros, “para decidir os próximos passos”, anunciou um porta-voz da primeira-ministra, Theresa May.

“O conselho de ministros vai reunir-se às 14 horas de amanhã [quarta-feira] para apreciar o rascunho do acordo que as equipas negociadoras alcançaram em Bruxelas e para decidir os próximos passos”, adiantou.

A mesma fonte vincou ainda que os ministros “foram convidados a ler a documentação antes da reunião”.

Em causa estava encontrar uma solução para a eventualidade de a relação futura entre o Reino Unido e o bloco não estar definida até ao final do período de transição, em dezembro de 2020, sem afetar a livre circulação de pessoas e mercadorias.

O texto tem agora de ser aprovado pelo conselho de ministros, ao qual já tinha sido apresentado o conteúdo que tinha sido fechado anteriormente.

Porém, no governo existem algumas vozes críticas sobre as soluções que estavam em cima da mesa e sobre o potencial impacto em termos de obrigar o Reino Unido a cumprir normas europeias por tempo indefinido e sem poderem intervir.

Na sexta-feira, o secretário de Estado dos Transportes, Jo Johnson, demitiu-se por discordar com o que qualificou uma alternativa entre “vassalagem ou caos”, e apelou a um novo referendo.

Depois de ser eventualmente aprovado pelo governo, um Conselho Europeu deverá ser convocado para formalizar o acordo, que terá depois de ser votado pelo parlamento britânico e também pelo Parlamento Europeu.

Fonte:Jornal de Noticias

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.